Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget


 

RÁDIO JONET BRASIL




 

a sua rádio pela internet acesse-www.jonetbrasil.com.br

BRASIL-Enfermeira de 24 anos morre após tomar medicação na veia em hospital no Recife

 

Enfermeira de 24 anos morre após tomar medicação na veia em hospital no Recife

Uma enfermeira, que trabalhava no Hospital dos Servidores de Pernambuco (HSP), morreu depois que tomou um medicamento na veia. A morte da profissional de saúde, Adriana Frade, de 24 anos, aconteceu na última quinta-feira (04). Ela era recém-formada pela Universidade de Pernambuco (UPE) e estava na unidade de saúde há cerca de um mês.

A irmã da vítima afirmou que Adriana teria feito o pedido para que um técnico em enfermagem pudesse aplicar Buscopan endovenoso para aliviar sintomas de cólica menstrual que ela estava tendo.

“Segundo o que o médico nos falou, na hora ela pediu para que o técnico parasse, porque não estava se sentindo bem, mas ele já havia injetado tudo praticamente. Ela disse que estava com coração acelerado e logo em seguida começou a convulsionar”, relatou a irmã da vítima.

O corpo da enfermeira foi liberado do Instituto de Medicina Legal (IML) com um laudo provisório que deu a causa da morte como indeterminada. O enterro de Adriana Frade aconteceu nesta sexta-feira (05), no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife.

Resposta do Hospital dos Servidores na íntegra

Em nota, o Hospital dos Servidores informou que registrou um “acidente envolvendo uma enfermeira que fez uso de medicação intravenosa, levando-a a graves consequências ao seu estado de saúde.” O comunicado diz ainda que o corpo clínico do hospital adotou todos os procedimentos possíveis para salvar a vida da profissional. “No entanto, pela gravidade do quadro, a mesma veio a óbito.

A direção do hospital lamenta muito a perda de sua colaboradora e está prestando toda a assistência à família. Os fatos e circunstâncias serão objeto de apuração por meio dos devidos processos legais, em todas as instâncias cabíveis.”

Via www.cosmoqueiroz.com.br

Postar um comentário

0 Comentários